Sugal investe em Azambuja

A Sugal confirmou um investimento de doze milhões de euros nas fábricas em território nacional ( Benavente e Azambuja). A maior produtora de concentrado de tomate,em Portugal, continua assim a expandir-se, com o objectivo de passar de uma produção de 230 mil para 300 mil toneladas de concentrado de tomate já este ano. Serão contratadas ainda quarenta pessoas para a campanha de tomate, que já está a decorrer, sendo o restante capital investido em nova tecnologia, para novos produtos. Contudo, o mercado internacional é já a maior quota de mercado desta empresa, que irá investir doze milhões de euros, nas fábricas do Chile e Espanha, para produzir mais, de forma a corresponder a todos os pedidos de encomenda.
Rúben Mateus – 2014

António Costa visita Concelho de Azambuja


O candidato a candidato a Primeiro-Ministro, pelo Partido Socialista, e actual Presidente da Câmara Municipal de Lisboa, esteve em Aveiras de Cima, naquela que foi uma visita relâmpago ao Concelho de Azambuja. O autarca, acompanhado pelo presidente da Federação Socialista de Lisboa, Marcos Perestrelo, esteve à conversa com Luís de Sousa,  Silvino Lúcio, e todos os restantes autarcas do município, incluindo os presidentes de Junta do PS. Outra das surpresas, centrou-se na presença de Joaquim António Ramos, neste encontro que decorreu num restaurante aveiricense.  António Costa recolheu apoios, apresentou o seu projecto, e continua assim a correr o país, tendo em vista as primárias socialistas, no dia 28 de Setembro.

Correio de Azambuja – 2014

XIV Festival de Folclore em Manique do Intendente

O Rancho Folclórico Etnográfico de Manique do Intendente, do Concelho de Azambuja, vai realizar o seu XIV Festival de Folclore, no próximo dia 02 de Agosto, Sábado. O encontro folclórico promete um serão animado nesta localidade da jovem União de Freguesias de Manique do Intendente, Vila Nova de S. Pedro e Maçussa. À iniciativa do Rancho de Manique do Intendente juntam-se três ranchos folclóricos convidados, o das Lapas – Torres Novas; o de Alcanhões e o de Vila Nova do Coito (Almoster) – ambos do Concelho de Santarém. Uma boa oportunidade para apreciar as diferentes danças e os cantares típicos de zonas distintas da região ribatejana. A receção aos grupos e a apresentação de boas-vindas terá lugar pelas 18:30h. O evento terá os momentos mais altos com um desfile pelas ruas da vila, pelas 20h30, e com as actuações dos quatro ranchos a partir das 21h30.

 

 

Rúben Mateus – 2014

 

 

 

 

 

 

 

 

A temperatura sobe no Fim-de-Semana

As temperaturas voltam a subir, e o calor está de volta no fim-de-semana que agora tem início. Já amanhã, Sábado, os termómetros voltam a subir, a atingem os trinta graus de máxima. As nuvens vão fazer alguma companhia durante a manhã, sendo que o céu fica totalmente limpo a partir da tarde. No Domingo, as máximas voltam a subir, até à casa dos trinta e três graus, com céu totalmente limpo. As mínimas não baixam dos dezassete graus, com aquilo que parece ser o tempo de verão que chegou para ficar.

Rúben Mateus – 2014

Azambuja, Freguesias, e Finanças assinam Protocolo

Na manhã desta Quarta-Feira, foram assinados os protocolos de execução, e de delegação de competências, entre o Município de Azambuja e as suas sete freguesias ( Azambuja, Vila Nova da Rainha, Aveiras de Cima, Aveiras de Baixo, Vale do Paraíso, Alcoentre, e União de Freguesias de Manique do Intendente, Vila Nova de São Pedro e Maçussa ). Documentos que possibilitam às freguesias, uma maior capacidade de intervenção na sua área, sendo o Orçamento necessário, financiado pela Câmara Municipal. Estes protocolos, hoje assinados, inserem-se também, numa estratégia governamental, através da nova Lei Autárquica, que visa dar uma maior escala às freguesias do país. Os respectivos presidentes, e o vereador Herculano Valada, que presidiu à cerimónia, trocaram algumas palavras informais, dando-se início logo após à cerimónia. Também presente, Luís de Sousa, agradeceu a presença de todos, e diz compreender as “necessidades de um presidente de uma Junta de Freguesia”.

Foi garantido entretanto, por Herculano Valada, que não serão entregues, ainda, os parques infantis, sem que estes estejam renovados e de acordo com a lei. Já o Presidente da Câmara Municipal de Azambuja transmitiu a António Torrão, que a Escola Básica de Aveiras de Cima não será entregue à freguesia até estar “totalmente reparada”. Foi reiterado então a necessidade de “diálogo” entre todos, para que entre município e freguesias se opte sempre pelas “melhores opções”. O Correio de Azambuja, presente nesta cerimónia, pode ainda confirmar que os respectivos cheques foram já entregues às sete freguesias. Os protocolos assinados têm agora a validade de quatro anos.

Ainda nesta manhã de Quarta-Feira foi assinado um outro protocolo, entre o Município e o Serviço de Finanças, válido por um ano , e que prevê a cedência de dois funcionários municipais, para apoio administrativo naquele espaço público. Aliás, já hoje, um dos funcionários foi alocado, estando já em funções, ao abrigo deste acordo, válido por um ano. Cai assim por terra as intenções do Governo em encerrar os serviços de Finanças em Azambuja, um processo que chegou a originar protestos públicos. Fica reforçado, também, neste protocolo assinado entre Luís de Sousa e a Finanças locais, a vontade em não perder todos os serviços públicos contemplados neste local. O protocolo final foi assinado ao final da manhã de hoje, após a cerimónia com as Juntas de Freguesia, no Salão Nobre dos Paços do Concelho.

Rúben Mateus – 2014

Finanças ficam e Água aumenta

Dia de decisões importantes, o de ontem, terça-feira, no concelho de Azambuja. Os serviços do Ministério das Finanças irão continuar activos na sede do município, ao contrário das primeiras indicações dadas pelo Governo Central, que previa o fecho do espaço. Uma realidade que não se confirma, pelo menos no futuro mais próximo, com a própria Câmara Municipal a ceder funcionários que vão participar no controlo e apoio a impostos como o IMI ( Imposto Municipal sobre Imóveis ) . No dossier “Águas de Azambuja”, é conhecido agora um possível aumento no preço da água entre os setenta e cinco cêntimos, e um euro e vinte e cinco cêntimos por mês. Contudo, empresas, comércio, e pequenos consumidores serão os menos prejudicados com este agravamento. A somar existe ainda um agravamento na Taxa de Resíduos Sólidos, já conhecido ao longo deste ano.

Rúben Mateus – 2014