Grupo Desportivo Azambuja assaltado

Comunicado

Hoje pela calada da noite, fomos visitados pelos amigos do alheio. Pena é, que não nos tivessem visitado, para aproveitarem as condições existentes no nosso pavilhão para a prática desportiva(apesar do horário) mas antes, para testarem os seus dotes e habilidades de intrusão numa propriedade, que para além de ser do GDA e dos seus associados é um bem para todos.
Resultado da visita, elevados prejuizos nas instalações do clube.
O tempo é de crise para todos , e de desespero para muitos no entanto, nada justifica este tipo de actuação. Todos ficamos mais pobres. Não foi certamente á procura de alimentos que violaram e danificaram as nossas instalações.
Mas de uma coisa podem ficar cientes, NÃO DESISTIREMOS ! Vamos continuar a honrar os designios para o qual o GDA foi fundado há mais de 60 anos de actividade ininterrupta – Promover e desenvolver a prática desportiva junto da população, e dos jovens em particular, contribindo para a sua formação desportiva, civica e humana. Talvez como poucos, pelo trabalho desenvolvido, possamos compreender este tipo de atitudes, mas jamais as aceitaremos. É preciso por isso, que cada um assuma as suas responsabilidades, e se reforçe  o trabalho junto dos mais jovens, e se invista cada vez mais  na sua educação e formação, em parceria com as entidades que por força da lei ou incumbências nos devem apoiar mais e melhor. Estaremos por isso, sempre disponiveis para trabalhar com todas as pessoas, independentemente dos precalços ou agressões que possamos vir a ser vitimas acreditando que ” O DESPORTO É UMA ESCOLA DE VIRTUDES “, E QUE TODOS PODEMOS CONTRIBUIR PARA UM MUNDO MELHOR.
Este é um comunicado emitido pela direção do GDA de Azambuja

Correio de Azambuja 2012

Cavaco escreve no Facebook

 

O Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, afirmou hoje que “não é correto exigir” o cumprimento “a todo o custo” de objetivos nominais para o défice orçamental num país em processo de ajustamento.

Em vésperas de o Governo entregar na Assembleia da República a sua proposta de Orçamento para 2013, Cavaco Silva criticou políticas de austeridade através de uma mensagem divulgada na sua página na rede social Facebook.Citando dirigentes do Fundo Monetário Internacional (FMI), Cavaco referiu-se a um “ensinamento elementar da política de estabilização”. Este ensinamento, “em linguagem simples” é o seguinte: “Nas presentes circunstâncias, não é correto exigir a um país sujeito a um processo de ajustamento orçamental que cumpra a todo o custo um objetivo de défice público fixado em termos nominais.”O Presidente propõe “políticas que garantam a sustentabilidade das finanças públicas a médio prazo”, permitindo que funcionem os “estabilizadores automáticos” (grosso modo, “estabilizadores automáticos” corresponde à redução dos impostos pagos e ao aumento das prestações sociais em tempo de crise).

“Se o crescimento da economia se revelar menor do que o esperado, o défice nominal será maior do que o objetivo inicialmente fixado, porque a receita dos impostos é inferior ao previsto e as despesas de apoio ao desemprego superiores”, escreve Cavaco Silva.

Correio de Azambuja 2012

Paraísabor a decorrer

Vale do Paraíso é uma das 9 freguesias do concelho de Azambuja. Situada a meio caminho entre Aveiras de Cima e Aveiras de Baixo, é considerada como uma das que possui melhores acessibilidades e ligações quer para norte, quer para sul. Por isso desde o passado dia 4 de Outubro pode dizer-se que é fácil encontrar este local e a sua rica gastronomia que vai ser o” paraíso na terra”.

Este ano existem “tasquinhas”  são da responsabilidade das forças vivas da freguesia e vão desde Associação para a 3ª Idade, Confraria de N. Sra . do Paraíso, Banda de V. Paraíso, Rancho, ADR O Paraíso ou Ginástica, todas elas vão mostrar a gastronomia local e regional.

Durante o fim de semana prolongado, junto ao polidesportivo de Vale do Paraíso, não perca este convite :”o paraíso está perto!”

Correio de Azambuja nas bancas e comércio local

 

Já se encontra em distribuição mais uma edição do Correio de Azambuja. É a nossa edição nº 123 que pode encontrar em todo o concelho de Azambuja e Alenquer e tambem consultar aqui ao lado clicando em PDF.
Nesta edição merecem destaque alguns factos que no entanto merecem um esclarecimento urgente. É o caso da “ausência” do Vice presidente Luís de Sousa das votações do Plano de Apoio à Economia local – PAEL em que era considerada notória essa posição. No entanto, já após a entrada do jornal sa secção de impressão, fomos alertados para que o visado se encontraria de férias e ausente do país. Pelo facto, aqui fica e devida rectificação que se reflectirá também na ERRATA da nossa próxima edição. as nossas desculpas.